divagação: questão de ser

Domingo, dia de acordar tarde, postergar o almoço e escrever sobre a vida. Não é a primeira vez que moro fora, longe dos amigos e família, me jogando no mundo pra aprender um pouco de como vivem outras pessoas e como pulsam outras culturas. Agora estou em New York, a última vez foi em Lyon, na França. Dois lugares bem diferentes, duas línguas diferentes, duas companhias diferentes. Sempre vou, mas com alguém conhecido por perto, me jogo, mas não tanto assim, ainda preciso ter um suporte afetivo pra poder contar sempre que preciso e descobrir o mundo junto comigo. Com o passar do tempo, fica mais difícil ‘abandonar as roupas’ a que Fernando Pessoa se referiu… então a cada experiência, novas descobertas.

A vida não tem receita mas é uma delícia!

Toda essa intro pra comentar que, com toda a distância me separando de praticamente tudo que me é familiar, é uma delícia conversar com as pessoas que moram no coração mas só estão acessíveis agora nas lembranças e pelas redes sociais. Reparei que, nas melhores das intenções, e querendo saber se estou bem aqui, muitos me fazem a pergunta: “E aí, tá feliz?”.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Foto: @marivferrari

Agradeço a preocupação e o cuidado, mas suspiro um pouquinho pois sempre me vem à cabeça a música do Jeneci…’felicidade é só questão de ser’. Isso não vai mudar, independente do lugar onde eu esteja… Depois de muitos anos de terapia e algumas descobertas sobre a vida, felicidade é algo muito mais pleno do que um sentimento passageiro acionado por fatores como tempo, lugar, humor. Felicidade é uma satisfação profunda, e uma certeza de que você, no fundo, está bem consigo mesmo, mesmo que esteja dando tudo errado, ou tudo certo… acho que é um ideal em que você acredita e pronto. Você sabe que tem sorte na vida, que foi abençoada com incontáveis virtudes, você tem a consciência limpa, você simplesmente é.

A resposta que gosto de dar é essa: estou crescendo, estou aprendendo MUITO! Tanto sobre o idioma, quanto sobre mim, sobre relacionamento, sobre a vida. Estou fora da tão mal falada ‘zona de conforto’, estou me mexendo pra não estagnar. E isso não é fácil. Então não tô numa situação ‘UAU, tudo acontece do jeito que eu quero, tenho zero preocupações, não preciso correr atrás de nada’. Não! Tenho preocupações e algumas coisas não vão acontecendo exatamente como eu gostaria, mas é a vida revelando suas estratégias e fazendo você se adaptar e improvisar com o seu melhor. Ninguém falou que ia ser fácil.

Não me arrependo de estar aqui, fico agradecida de ter a oportunidade. Quando bate um mau humor, uma tristezinha (que claro, batem, porque eu sou pisciana, humana) me permito sentir mas logo jogo pra escanteio e penso: “como tudo na vida esse momento (esse dia, essa viagem) vai passar e eu quero lembrar dele com ótimas recordações, e só eu posso criar essas memórias. Eu escolho se vou focar no que não deu certo ou se vou criar um novo plano e lembrar das outras várias coisas que estão maravilhosas”.

Processed with VSCOcam with f2 preset

Foto: @marivferrari

Acho que assim você ‘fica’ feliz, você ‘é’ feliz, e você ‘tem’ uma experiência feliz… você se junta com a paz e dá tudo certo, do seu jeito, do jeito que tinha de ser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s